Nota: As rentabilidades mencionadas são líquidas de comissões administrativas, de gestão e de depósito, calculadas com base no valor da UP. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras.

O ano não começou da melhor forma para os mercados: começando pelo ataque aéreo dos EUA em Bagdade que resultou no escalar das tensões no Médio Oriente e, mais recentemente o surgimento do coronavírus na China que resultou em expressivas correções nos principais índices bolsistas. Em sentido inverso, tivemos a amenização de algum dos principais focos de incerteza que assolaram o ano de 2019, nomeadamente, a formalização da saída histórica do Reino Unido da União Europeia e a assinatura do acordo de “fase um” entre os Estados Unidos e a China.  

Em suma, 2020 será certamente um ano desafiante e no curtíssimo prazo os investidores poderão sentir alguma frustração com as correções, mas mantemos uma visão otimista a médio prazo e acreditamos que através de um posicionamento ágil e oportunístico, as expectáveis oscilações nos mercados deverão permitir-nos continuar a produzir retornos positivos e consistentes para os nossos investidores!